Para saber o que você é, você deve ir além da mente. Maharaji
.....................................................................................................................................................

27 de setembro de 2010

O arquétipo do Peixe

Nas cenas abaixo, vê-se um aquário com um peixe dourado. Um arquétipo da era de aquário. Segundo a Wikipédia, a Era Aquariana será uma era de fraternidade universal baseada na razão onde será possível solucionar os problemas sociais de maneira equitativa para todos e com grandiosas oportunidades para o desenvolvimento intelectual e espiritual, dado que Aquarius é um signo aéreo, científico, intelectual e o seu planeta regente, Urano, é associado com a intuição (conhecimento acima da razão) e percepções diretas do coração e, a nível mundano, este planeta rege a electricidade e tecnologia.
Visão Cristã ortodoxa - Segundo a visão de algumas correntes do cristianismo, a era de Aquário surgiria para substituir a de Pisces (Peixes), sendo que o peixe no caso teria o sentido de representar o símbolo do cristianismo (devido às iniciais de Jesus Cristo em grego), como teria sido usado pelos primeiros cristãos. Assim, era de aquário seria a era definida na Bíblia de domínio do anticristo, a era em que a Terra estaria fora de uma influência cristã.
O aquário partido é a representação do fim da era de dominação egóica. 

Visão da tradição Cristã esotérica - Segundo o Cristianismo esotérico, a cada vez maior proximidade e posterior entrada na Era de Aquarius (Aquário) - a suceder após a atual Era de Pisces (Peixes, ou era regida pela "Espada") - proporcionará à maioria dos seres humanos a descoberta, a verdadeira vivência e o real conhecimento dos ensinamentos Cristãos mais profundos e interiores que Cristo menciona em Mateus 13:11  (Porque a vós é dado conhecer os mistérios do reino dos céus, mas a eles não lhes é dado) e Lucas 8:10 ( A vós outros é dado conhecer os mistérios do reino de Deus; aos demais, fala-se por parábolas, para que, vendo, não vejam; e, ouvindo, não entendam.) 
Esta era é vista como uma preparação intermédia para a Nova Galileia: os "novos céus e uma nova terra" que virá num tempo futuro não identificado. Na Era de Aquário que se aproxima é esperada a vinda ("está vindo") de um grande Instrutor espiritual através da escola que funciona como arauto desta era, num esforço "para dar à Religião Cristã um impulso numa nova direção" (Max Heindel, Coletâneas de um Místico - Capítulo IX: A Volta de CristoCapítulo X: A Próxima).
Já na psicologia, o peixe simboliza o conteúdo da camada profunda da personalidade, relacionado à fertilidade e energias maternas vitais. Esse ser habita o mundo da água, símbolo do inconsciente. Em antigas religiões era visto como símbolo da fertilidade natural. Nas civilizações mediterrâneas era o símbolo da felicidade.
Por ser um animal de sangue frio, não pode ser dominado por paixões. O peixe está fortemente ligado ao Cristianismo, como símbolo de Jesus Cristo. A palavra “peixe” em grego é ichthys. É interpretada como um acróstico (vocábulo com letras iniciais da frase) de: Iesoûs Christòs Theoû Hyiòs Soter, cujo significado é: Jesus Cristo Filho de Deus Salvador. Mas há vários outros argumentos para a associação ao Cristianismo. Outro deles está na pia batismal (antigamente um lago, viveiro de peixes) e na comparação dos apóstolos como “pescadores de homens”. Há ainda a sagrada refeição, com pão e peixes. Durante o Dilúvio os peixes não foram alvo da maldição divina.
Nos primeiros anos do Cristianismo quando os imperadores romanos proibiam a adoração de Jesus os devotos se identificavam tendo a figura de um peixe pintada na palma das mãos. Está ligado às extremidades do corpo humano, em especial aos pés.

Na simbologia indiana, o primeiro Avatar veio também sob a forma de peixe. Eis o motivo por que, em muitos livros indianos, se conta que Vishnu tomou a forma de Peixe com cabeça humana, afim de encontrar os Vedas, perdidos nó dilúvio.
Related Posts with Thumbnails
Se alguém deseja me seguir na ciência das coisas, das quais escrevo, que sigam os vôos de minha alma e não os de minha caneta.
Jacob Boeheme